COESÃO COM BASE EM ANÁLISE DO CASO CONCRETO

Vamos explorar uma questão do concurso para Delegado de Polícia (Bahia/CESPE/2013)?

- Veja abaixo o fragmento do texto de apoio:

“A polícia democrática não discrimina, não faz distinções arbitrárias: trata os barracos nas favelas como domicílios invioláveis, respeita os direitos individuais, independentemente de classe, etnia e orientação sexual, não só se atendo aos limites inerentes ao estado democrático de direito, mas entendendo que seu principal papel é promovê-lo”.

AFIRMATIVA DA PROVA - No trecho “que seu principal papel é promovê-lo”, o pronome “seu” refere-se a “polícia democrática” e a forma pronominal “lo” refere-se a “estado democrático de direito”.

DICA - O conceito de coesão, nesta questão, refere-se às articulações entre palavras ou partes do texto de modo a garantir uma conexão lógica na sequência da leitura. Em outras palavras, são usados pronomes (“seu” e “lo”) para fazer referência a termos já mencionados, de modo a evitar repetições desnecessárias.

ANÁLISE – A resposta é C (certo). O trecho destacado apresenta um sujeito (“a polícia democrática”) e uma sequência de ações atribuídas a esse sujeito (“trata”, “respeita” etc.). O pronome possessivo (“seu”) faz referência a esse sujeito, indicando a quem pertence a responsabilidade sobre o sentido do termo (“papel”). Já o pronome oblíquo (“lo”) é usado em substituição à expressão recém-citada no texto (“estado democrático de direito”), objeto direto do verbo (“promover”). Quem promove (“a polícia democrática”), promove alguma coisa (“estado democrático de direito”). Como a expressão tinha acabado de ser empregada, usou-se o pronome.